Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Sintrasem lança campanha contra aprovação da reforma da Previdência de Bolsonaro

Municipais de Florianópolis defendem convocação de greve geral em defesa da aposentadoria.

Escrito por: Sintrasem • Publicado em: 05/02/2019 - 14:37 • Última modificação: 05/02/2019 - 14:55 Escrito por: Sintrasem Publicado em: 05/02/2019 - 14:37 Última modificação: 05/02/2019 - 14:55

. .

O ano de 2019 inicia com a intensa movimentação do governo Bolsonaro para atacar a Previdência dos trabalhadores e destruir o sistema de seguridade social, privatizar e aprofundar o ataque aos direitos que a classe trabalhadora conquistou.

A reforma da previdência tentada por Temer ganha versão piorada no novo governo, que quer aumentar a idade mínima, as alíquotas e o tempo de contribuição, além de instituir um sistema de capitalização individual e jogar nossas aposentadorias nas mãos da especulação financeira internacional.

Não há o que negociar com esse governo. Precisamos mobilizar os trabalhadores na construção de uma greve geral potente para barrar este projeto.

O exemplo de 28 de abril de 2017, quando o país parou para defender o direito à aposentadoria, precisa ser repetido e ampliado para que viremos o jogo!

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Florianópolis (Sintrasem) lançou campanha para dialogar com a sociedade e cobrar dos parlamentares que não aprovem a retirada de direitos dos trabalhadores. 
 

Título: Sintrasem lança campanha contra aprovação da reforma da Previdência de Bolsonaro, Conteúdo: O ano de 2019 inicia com a intensa movimentação do governo Bolsonaro para atacar a Previdência dos trabalhadores e destruir o sistema de seguridade social, privatizar e aprofundar o ataque aos direitos que a classe trabalhadora conquistou. A reforma da previdência tentada por Temer ganha versão piorada no novo governo, que quer aumentar a idade mínima, as alíquotas e o tempo de contribuição, além de instituir um sistema de capitalização individual e jogar nossas aposentadorias nas mãos da especulação financeira internacional. Não há o que negociar com esse governo. Precisamos mobilizar os trabalhadores na construção de uma greve geral potente para barrar este projeto. O exemplo de 28 de abril de 2017, quando o país parou para defender o direito à aposentadoria, precisa ser repetido e ampliado para que viremos o jogo! O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Florianópolis (Sintrasem) lançou campanha para dialogar com a sociedade e cobrar dos parlamentares que não aprovem a retirada de direitos dos trabalhadores.   



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.