Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Sindsep lança fundo de greve para auxiliar professores municipais de SP que tiveram ponto cortado por defenderem a vida

Em greve sanitária há 63 dias, trabalhadores lançam fundo para ajudar quem teve o salário cortado por aderir à paralisação contra as aulas presenciais sem vacina nas escolas do município

Escrito por: Renata Vilela - Recontai • Publicado em: 15/04/2021 - 17:06 • Última modificação: 15/04/2021 - 17:21 Escrito por: Renata Vilela - Recontai Publicado em: 15/04/2021 - 17:06 Última modificação: 15/04/2021 - 17:21

DIVULGAÇÃO .

O Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo – Sindsep lançou essa semana uma campanha para arrecadar recursos para um Fundo de Greve. Em conjunto com os comandos regionais de greve da Educação, a iniciativa busca colaborar com trabalhadoras e trabalhadores da Educação que tiveram seus salários cortados por discordarem de retornar às aulas presenciais, enquanto a pandemia estiver fora de controle.

Conforme pesquisa divulgada ontem (14), os professores da rede estadual de educação do estado de São Paulo têm uma incidência 192% maior de contaminação por covid-19 do que a população adulta do estado. Por isso, educadoras e educadores da cidade de São Paulo estão em greve sanitária há 63 dias.

Fundo de greve contra a coação à volta às aulas presenciais

“Covas mandou que cortem os salários de quem está em greve pela vida. Para enfrentá-lo estamos subindo o tom na denúncia da situação e precisamos garantir que ninguém que luta seja coagido a abandonar a greve. Por isso criamos essa campanha: porque precisamos do seu apoio”, anuncia o projeto disponível na plataforma Catarse.

Além disso, o sindicato lançou um vídeo em protesto ao retorno das aulas presenciais na cidade de São Paulo. O poema Inumeráveis, de Bráulio Bessa, musicado por Chico César, é a trilha sonora desse triste retrato mortes na educação do estado.

“Todos os nomes mencionados no vídeo e muitos outros que não nos chegaram, não são números. São pessoas, que amaram e foram amadas, tinham amigos, sonhos, risos e planos que foram interrompidos. Deixaram imensurável tristeza e vazio nas vidas de inumeráveis famílias”, diz um dos trechos do vídeo. Qualquer pessoa pode colaborar com o Fundo de Greve disponível na plataforma Catarse clicando aqui.

 

Título: Sindsep lança fundo de greve para auxiliar professores municipais de SP que tiveram ponto cortado por defenderem a vida, Conteúdo: O Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo – Sindsep lançou essa semana uma campanha para arrecadar recursos para um Fundo de Greve. Em conjunto com os comandos regionais de greve da Educação, a iniciativa busca colaborar com trabalhadoras e trabalhadores da Educação que tiveram seus salários cortados por discordarem de retornar às aulas presenciais, enquanto a pandemia estiver fora de controle. Conforme pesquisa divulgada ontem (14), os professores da rede estadual de educação do estado de São Paulo têm uma incidência 192% maior de contaminação por covid-19 do que a população adulta do estado. Por isso, educadoras e educadores da cidade de São Paulo estão em greve sanitária há 63 dias. Fundo de greve contra a coação à volta às aulas presenciais “Covas mandou que cortem os salários de quem está em greve pela vida. Para enfrentá-lo estamos subindo o tom na denúncia da situação e precisamos garantir que ninguém que luta seja coagido a abandonar a greve. Por isso criamos essa campanha: porque precisamos do seu apoio”, anuncia o projeto disponível na plataforma Catarse. Além disso, o sindicato lançou um vídeo em protesto ao retorno das aulas presenciais na cidade de São Paulo. O poema Inumeráveis, de Bráulio Bessa, musicado por Chico César, é a trilha sonora desse triste retrato mortes na educação do estado. “Todos os nomes mencionados no vídeo e muitos outros que não nos chegaram, não são números. São pessoas, que amaram e foram amadas, tinham amigos, sonhos, risos e planos que foram interrompidos. Deixaram imensurável tristeza e vazio nas vidas de inumeráveis famílias”, diz um dos trechos do vídeo. Qualquer pessoa pode colaborar com o Fundo de Greve disponível na plataforma Catarse clicando aqui.  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.