Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

PEC 32: deputados aliados de Bolsonaro preparam novo golpe contra os seus direitos!

Alerta à sociedade contra a Reforma Administrativa será feito neste sábado (19) pelas entidades de servidores públicos, que voltam a ocupar as ruas do Brasil para exigir Fora Bolsonaro!

Escrito por: Confetam/CUT • Publicado em: 16/06/2021 - 18:42 • Última modificação: 16/06/2021 - 19:22 Escrito por: Confetam/CUT Publicado em: 16/06/2021 - 18:42 Última modificação: 16/06/2021 - 19:22

. .

Se depender dos trabalhadores das três esferas de governo, o Fora Bolsonaro deste sábado (19) terá diálogo direto com a sociedade sobre os prejuízos causados ao povo brasileiro pela Proposta de Emenda Constitucional da Reforma Administrativa (PEC 32). A decisão foi tomada durante a última reunião das cinco entidades nacionais CUTistas representantes dos trabalhadores do serviço público, realizada virtualmente na última segunda-feira (14).

Para facilitar a abordagem aos transeuntes durante as manifestações, as entidades elaboraram panfletos listando dez motivos para a população pressionar os parlamentares da comissão especial da Câmara dos Deputados contra a Reforma Administrativa.

O material impresso será distribuído pelas entidades sindicais ligadas à Confetam (servidores municipais), Fenasepe (estaduais), Condsef (federais), CNTE (trabalhadores da educação) e CNTSS (servidores da saúde, assistência social e previdência) durante atos realizados por todo o país. Além da entrega presencial, os panfletos também serão distribuídos virtualmente pelas redes sociais das entidades parceiras durante o #19J. Confira a íntegra do texto:

Deputados preparam golpe no seu direito!

10 razões para AGIR contra a Reforma Administrativa (PEC 32)

Em época de eleição, todo político promete educação, saúde, emprego, segurança pública, não é? Depois de eleitos, deputados aliados de Bolsonaro querem votar lei que acaba com tudo isso. Eles são engraxados por R$ 18 bilhões de "emendas parlamentares" do orçamento federal secreto. O único jeito de "mudarem de ideia" é a pressão popular! Para ter serviços públicos gratuitos e de qualidade, junte-se a nós nesta luta!

Você sabe o que tem nessa reforma?

1) O fim do SUS | No lugar de um sistema de saúde universal que salva vidas, o governo quer implantar vale-saúde e planos de quinta categoria, deixando o povo na mão.

2) Privilégios da alta cúpula do Estado mantidos | A maioria dos servidores é formada por trabalhadores municipais, com salário médio de R$ 2,8 mil. Eles são os mais atingidos pela reforma. Estão de fora juízes, parlamentares e militares.

3) Piora no atendimento à população | O Brasil tem poucos servidores públicos em relação à sua população: são 5,6%, enquanto a média dos países ricos, incluindo EUA, França e Alemanha, é 10%.

4) Fim da escola pública | Além de educar as crianças, a Escola Pública tem uma rede de proteção alimentar, parte fundamental da política de assistência social.

5) Aumento do desemprego | O investimento em assistência social e serviços públicos gera renda e empregos no setor privado. Sem isso, o desemprego aumenta.

6) Acaba com a vacinação pública e gratuita | As vacinas contra a Covid-19 só existem porque a Fiocruz e o Instituto Butantan são órgãos do Estado. E porque o SUS é público e está presente em todo o país.

7) Fim dos concursos, volta do apadrinhamento | O concurso público é o que garante a contratação de trabalhadores sem nenhum tipo de influência política, filosófica ou religiosa. Sem isso, é a volta dos ‘trens da alegria’.

8) Aumento da desigualdade social | Menos serviço público é mais injustiça porque são os mais pobres que mais necessitam.

9) Facilita a corrupção e as mamatas | Pois acaba com a estabilidade dos servidores públicos, que ficam submissos aos desmandos de governos de plantão.

10) Mais desmatamento, secas, queimadas, matança dos animais | O governo quer desmantelar órgãos ambientais que protegem a agricultura e a vida, como o IBAMA e o ICMBIO.

Por mais e melhores serviços públicos, #CancelaAReformaJá!

Fora Bolsonaro!

Título: PEC 32: deputados aliados de Bolsonaro preparam novo golpe contra os seus direitos!, Conteúdo: Se depender dos trabalhadores das três esferas de governo, o Fora Bolsonaro deste sábado (19) terá diálogo direto com a sociedade sobre os prejuízos causados ao povo brasileiro pela Proposta de Emenda Constitucional da Reforma Administrativa (PEC 32). A decisão foi tomada durante a última reunião das cinco entidades nacionais CUTistas representantes dos trabalhadores do serviço público, realizada virtualmente na última segunda-feira (14). Para facilitar a abordagem aos transeuntes durante as manifestações, as entidades elaboraram panfletos listando dez motivos para a população pressionar os parlamentares da comissão especial da Câmara dos Deputados contra a Reforma Administrativa. O material impresso será distribuído pelas entidades sindicais ligadas à Confetam (servidores municipais), Fenasepe (estaduais), Condsef (federais), CNTE (trabalhadores da educação) e CNTSS (servidores da saúde, assistência social e previdência) durante atos realizados por todo o país. Além da entrega presencial, os panfletos também serão distribuídos virtualmente pelas redes sociais das entidades parceiras durante o #19J. Confira a íntegra do texto: Deputados preparam golpe no seu direito! 10 razões para AGIR contra a Reforma Administrativa (PEC 32) Em época de eleição, todo político promete educação, saúde, emprego, segurança pública, não é? Depois de eleitos, deputados aliados de Bolsonaro querem votar lei que acaba com tudo isso. Eles são engraxados por R$ 18 bilhões de emendas parlamentares do orçamento federal secreto. O único jeito de mudarem de ideia é a pressão popular! Para ter serviços públicos gratuitos e de qualidade, junte-se a nós nesta luta! Você sabe o que tem nessa reforma? 1) O fim do SUS | No lugar de um sistema de saúde universal que salva vidas, o governo quer implantar vale-saúde e planos de quinta categoria, deixando o povo na mão. 2) Privilégios da alta cúpula do Estado mantidos | A maioria dos servidores é formada por trabalhadores municipais, com salário médio de R$ 2,8 mil. Eles são os mais atingidos pela reforma. Estão de fora juízes, parlamentares e militares. 3) Piora no atendimento à população | O Brasil tem poucos servidores públicos em relação à sua população: são 5,6%, enquanto a média dos países ricos, incluindo EUA, França e Alemanha, é 10%. 4) Fim da escola pública | Além de educar as crianças, a Escola Pública tem uma rede de proteção alimentar, parte fundamental da política de assistência social. 5) Aumento do desemprego | O investimento em assistência social e serviços públicos gera renda e empregos no setor privado. Sem isso, o desemprego aumenta. 6) Acaba com a vacinação pública e gratuita | As vacinas contra a Covid-19 só existem porque a Fiocruz e o Instituto Butantan são órgãos do Estado. E porque o SUS é público e está presente em todo o país. 7) Fim dos concursos, volta do apadrinhamento | O concurso público é o que garante a contratação de trabalhadores sem nenhum tipo de influência política, filosófica ou religiosa. Sem isso, é a volta dos ‘trens da alegria’. 8) Aumento da desigualdade social | Menos serviço público é mais injustiça porque são os mais pobres que mais necessitam. 9) Facilita a corrupção e as mamatas | Pois acaba com a estabilidade dos servidores públicos, que ficam submissos aos desmandos de governos de plantão. 10) Mais desmatamento, secas, queimadas, matança dos animais | O governo quer desmantelar órgãos ambientais que protegem a agricultura e a vida, como o IBAMA e o ICMBIO. Por mais e melhores serviços públicos, #CancelaAReformaJá! Fora Bolsonaro!



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.