Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Municipais de Canindé de São Francisco discutem indicativo de paralisação

Assembleia nesta sexta delibera ações para pressionar prefeitura a regularizar pagamentos.

Escrito por: Redação Confetam/CUT • Publicado em: 12/09/2019 - 17:45 • Última modificação: 12/09/2019 - 17:51 Escrito por: Redação Confetam/CUT Publicado em: 12/09/2019 - 17:45 Última modificação: 12/09/2019 - 17:51

. Edital convoca Assembleia para às 19h desta sexta (13)

Assembleia Geral Extraordinária dos servidores da prefeitura de Canindé de São Francisco (SE) discute, nesta sexta-feira (13), indicativo de paralisação, caso a Administração Municipal não regularize o pagamento dos trabalhadores.

Os servidores municipais se queixam dos sistemáticos atrasos dos salários do funcionalismo público, prática que viola a Lei Municipal nº 121/2016, e cobram da Câmara de Vereadores e demais autoridades competentes a fiscalização do efetivo cumprimento da legislação.

Atrasos chegam a seis meses

Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Canindé de São Francisco (SINDISERVE), Emanoel Aleixo denuncia que médicos, enfermeiros e odontólogos efetivos do município estão com os salários de dois meses (julho e agosto) atrasados. Também está atrasado o pagamento de agosto de todos servidores efetivos. No caso dos contratados, o atraso chega a seis meses.

A Assembleia que pode deliberar pela paralisação da categoria está marcada para às 19h, no Clube Altemar Dutra, na sede do município.  

Título: Municipais de Canindé de São Francisco discutem indicativo de paralisação, Conteúdo: Assembleia Geral Extraordinária dos servidores da prefeitura de Canindé de São Francisco (SE) discute, nesta sexta-feira (13), indicativo de paralisação, caso a Administração Municipal não regularize o pagamento dos trabalhadores. Os servidores municipais se queixam dos sistemáticos atrasos dos salários do funcionalismo público, prática que viola a Lei Municipal nº 121/2016, e cobram da Câmara de Vereadores e demais autoridades competentes a fiscalização do efetivo cumprimento da legislação. Atrasos chegam a seis meses Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Canindé de São Francisco (SINDISERVE), Emanoel Aleixo denuncia que médicos, enfermeiros e odontólogos efetivos do município estão com os salários de dois meses (julho e agosto) atrasados. Também está atrasado o pagamento de agosto de todos servidores efetivos. No caso dos contratados, o atraso chega a seis meses. A Assembleia que pode deliberar pela paralisação da categoria está marcada para às 19h, no Clube Altemar Dutra, na sede do município.  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.