Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Escola de Campinas tem 42 casos de Covid e 14 estados voltam ao ensino remoto

Por conta do aumento de casos e de mortes causadas pelo novo Corona vírus, o calendário das escolas públicas no Brasil sofreu atrasos e mudanças

Escrito por: Redação CUT • Publicado em: 04/02/2021 - 16:22 • Última modificação: 04/02/2021 - 16:36 Escrito por: Redação CUT Publicado em: 04/02/2021 - 16:22 Última modificação: 04/02/2021 - 16:36

REPRODUÇÃO .

Pelo menos três escolas privadas e uma pública da cidade de Campinas, em São Paulo, registraram casos de Covid-19 após a retomada do ensino presencial no fim de janeiro. O caso mais grave foi registrado no colégio Jaime Kratz, onde foram registrados 37 funcionários e cinco alunos contaminados.

Segundo o jornal O Estado de S Paulo, uma professora do colégio Jaime Kratz está internada, em quadro estável. Após a confirmação, as aulas presenciais foram suspensas na segunda-feira (1º) até 18 de fevereiro. A escola tem cerca de 1,3 mil alunos e estava com aulas presenciais desde 25 de janeiro, com rodízio de 35% dos estudantes por dia, conforme as regras do governo estadual.

Funcionando em formato de rodizio, o Colégio Farroupilha, de educação infantil e fundamental, registrou a contaminação de uma professora e uma aluna, filha da docente, após o retorno ao ensino presencial, em 26 de janeiro. Como prevenção, decidiu suspender as aulas presenciais na terça-feira, 2, até o dia 14. 

Ensino remoto em 14 estados

Já em 14 estados, os governos estaduais anunciaram a volta às aulas de forma remota para o mês de fevereiro. Por conta do aumento de casos e mortes de Covid, o calendário das escolas públicas no Brasil sofreu atrasos e mudanças.

A maioria dos estados decidiu começar as primeiras aulas com ensino remoto, para implementar de forma gradativa o retorno dos trabalhos presenciais. O objetivo em grande parte dos casos é estabelecer uma forma híbrida de aulas: parte virtual, parte na escola novamente. Em algumas escolas haverá rodízio de alunos por causa de salas com capacidade menor - para manter o distanciamento entre cadeiras.

Além de Goiás, os 15 estados que já retornaram às atividades nos últimos dias ou anunciaram a retomada para as próximas semanas são: Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Outros 9 estados e o Distrito Federal programam o retorno das atividades escolares a partir de março. Apenas o estado da Bahia não informou uma previsão de retorno, segundo levantamento do G1.

Título: Escola de Campinas tem 42 casos de Covid e 14 estados voltam ao ensino remoto, Conteúdo: Pelo menos três escolas privadas e uma pública da cidade de Campinas, em São Paulo, registraram casos de Covid-19 após a retomada do ensino presencial no fim de janeiro. O caso mais grave foi registrado no colégio Jaime Kratz, onde foram registrados 37 funcionários e cinco alunos contaminados. Segundo o jornal O Estado de S Paulo, uma professora do colégio Jaime Kratz está internada, em quadro estável. Após a confirmação, as aulas presenciais foram suspensas na segunda-feira (1º) até 18 de fevereiro. A escola tem cerca de 1,3 mil alunos e estava com aulas presenciais desde 25 de janeiro, com rodízio de 35% dos estudantes por dia, conforme as regras do governo estadual. Funcionando em formato de rodizio, o Colégio Farroupilha, de educação infantil e fundamental, registrou a contaminação de uma professora e uma aluna, filha da docente, após o retorno ao ensino presencial, em 26 de janeiro. Como prevenção, decidiu suspender as aulas presenciais na terça-feira, 2, até o dia 14.  Ensino remoto em 14 estados Já em 14 estados, os governos estaduais anunciaram a volta às aulas de forma remota para o mês de fevereiro. Por conta do aumento de casos e mortes de Covid, o calendário das escolas públicas no Brasil sofreu atrasos e mudanças. A maioria dos estados decidiu começar as primeiras aulas com ensino remoto, para implementar de forma gradativa o retorno dos trabalhos presenciais. O objetivo em grande parte dos casos é estabelecer uma forma híbrida de aulas: parte virtual, parte na escola novamente. Em algumas escolas haverá rodízio de alunos por causa de salas com capacidade menor - para manter o distanciamento entre cadeiras. Além de Goiás, os 15 estados que já retornaram às atividades nos últimos dias ou anunciaram a retomada para as próximas semanas são: Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. Outros 9 estados e o Distrito Federal programam o retorno das atividades escolares a partir de março. Apenas o estado da Bahia não informou uma previsão de retorno, segundo levantamento do G1.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.