Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam/CUT convoca municipais a mobilizarem bases para protestos do Dia do Servidor Público

28 de outubro será dia de luto pelas vítimas da pandemia e de luta contra a reforma administrativa de Bolsonaro

Escrito por: Confetam/CUT • Publicado em: 26/10/2020 - 19:08 • Última modificação: 26/10/2020 - 19:55 Escrito por: Confetam/CUT Publicado em: 26/10/2020 - 19:08 Última modificação: 26/10/2020 - 19:55

CONFETAM/CUT .

Nesta quarta-feira, 28/10, o Brasil homenageia o trabalhador que garante à população acesso a direitos básicos como saúde, educação, segurança e assistência social: o servidor público. Por isso, mais do que uma data de celebração, será um dia de luta contra a Reforma Administrativa do Governo Bolsonaro, que ameaça a existência da categoria.

A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) convoca as federações e sindicatos de servidores municipais a mobilizarem suas bases em todo o país, a exemplo das manifestações nacionais de 30/09, Dia de Luta em Defesa do Serviço Público e contra a Reforma Administrativa.

Orientações para o dia 28

A Confetam/CUT orienta as entidades filiadas a desenvolveram ações no dia 28 de outubro para marcar o Dia do Servidor Público. Atos públicos, panfletagens, atividades nas mídias sociais, manifestações, passeatas e outras ações devem respeitar o protocolo de segurança contra o covid-19. O objetivo dos protestos é denunciar para toda a sociedade que a reforma de Bolsonaro pode destruir os serviços públicos ofertados ao povo brasileiro.

“Vamos transformar o Dia do Servidor num dia de luta em defesa dos serviços públicos, dos direitos e contra a reforma administrativa que, na verdade, não é uma reforma porque quando você reforma a sua casa é para melhorar. Mas essa proposta é uma emenda constitucional que vai piorar a Constituição”, afirma a presidenta da Confetam/CUT, Vilani Oliveira.

Ela alerta que, por trás da “deforma” administrativa, Bolsonaro esconde a intenção do desgoverno de privatizar a contratação de trabalhadores e a prestação dos serviços públicos. Dentre as mudanças previstas na Proposta de Emenda Constitucional da Reforma Administrativa (PEC nº 32/2020) está o fim dos concursos públicos e da estabilidade dos servidores, o que resultaria na contratação e demissão por critérios políticos.

“É preciso dizer à sociedade que a intenção é dificultar o acesso da população ao serviço público, que as creches poderão ser privatizadas, que os serviços públicos passariam a ser ofertados pelo setor privado, que vai dificultar o acesso à saúde, que vai impactar diretamente na população”, enfatiza a dirigente.

Dia de luto e luta

Além de um dia de luta, o 28 de outubro será um dia de luto pelas vítimas da pandemia, que já matou mais de 157 mil brasileiras e brasileiros. 

Mobilize a sua cidade e compartilhe conosco fotos e vídeos dos protestos dos servidores públicos municipais no Dia de Mobilização Nacional de Luta contra a Reforma Administrativa de Bolsonaro!

Título: Confetam/CUT convoca municipais a mobilizarem bases para protestos do Dia do Servidor Público, Conteúdo: Nesta quarta-feira, 28/10, o Brasil homenageia o trabalhador que garante à população acesso a direitos básicos como saúde, educação, segurança e assistência social: o servidor público. Por isso, mais do que uma data de celebração, será um dia de luta contra a Reforma Administrativa do Governo Bolsonaro, que ameaça a existência da categoria. A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) convoca as federações e sindicatos de servidores municipais a mobilizarem suas bases em todo o país, a exemplo das manifestações nacionais de 30/09, Dia de Luta em Defesa do Serviço Público e contra a Reforma Administrativa. Orientações para o dia 28 A Confetam/CUT orienta as entidades filiadas a desenvolveram ações no dia 28 de outubro para marcar o Dia do Servidor Público. Atos públicos, panfletagens, atividades nas mídias sociais, manifestações, passeatas e outras ações devem respeitar o protocolo de segurança contra o covid-19. O objetivo dos protestos é denunciar para toda a sociedade que a reforma de Bolsonaro pode destruir os serviços públicos ofertados ao povo brasileiro. “Vamos transformar o Dia do Servidor num dia de luta em defesa dos serviços públicos, dos direitos e contra a reforma administrativa que, na verdade, não é uma reforma porque quando você reforma a sua casa é para melhorar. Mas essa proposta é uma emenda constitucional que vai piorar a Constituição”, afirma a presidenta da Confetam/CUT, Vilani Oliveira. Ela alerta que, por trás da “deforma” administrativa, Bolsonaro esconde a intenção do desgoverno de privatizar a contratação de trabalhadores e a prestação dos serviços públicos. Dentre as mudanças previstas na Proposta de Emenda Constitucional da Reforma Administrativa (PEC nº 32/2020) está o fim dos concursos públicos e da estabilidade dos servidores, o que resultaria na contratação e demissão por critérios políticos. “É preciso dizer à sociedade que a intenção é dificultar o acesso da população ao serviço público, que as creches poderão ser privatizadas, que os serviços públicos passariam a ser ofertados pelo setor privado, que vai dificultar o acesso à saúde, que vai impactar diretamente na população”, enfatiza a dirigente. Dia de luto e luta Além de um dia de luta, o 28 de outubro será um dia de luto pelas vítimas da pandemia, que já matou mais de 157 mil brasileiras e brasileiros.  Mobilize a sua cidade e compartilhe conosco fotos e vídeos dos protestos dos servidores públicos municipais no Dia de Mobilização Nacional de Luta contra a Reforma Administrativa de Bolsonaro!



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.