Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam/CUT comemora vitória dos servidores da prefeitura de Maceió

Projetos de Lei que alteram o Plano de Cargos e Carreiras e o Estatuto dos Servidores Públicos Municipais foram retirados da pauta de votação da Câmara Municipal.

Escrito por: Sindspref • Publicado em: 15/04/2019 - 18:44 • Última modificação: 15/04/2019 - 19:15 Escrito por: Sindspref Publicado em: 15/04/2019 - 18:44 Última modificação: 15/04/2019 - 19:15

. Projetos foram retirados de pauta depois de forte pressão dos trabalhadores da prefeitura

Vitória! Este foi o fim da batalha para conquistar a retirada da pauta da Câmara Municipal de Maceió os dois Projetos de Lei que alteram o Plano de Cargos e Carreiras e o Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Maceió, publicados no Diário Oficial do Município (DOM) no dia 2 de abril. Secretário de Meio Ambiente da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes esteve entre os líderes sindicais que participaram da reunião, na tarde desta sexta-feira (12), com o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), em Jaraguá.

A união da classe trabalhadora foi de extrema importância para esta conquista. É o que pensa Sidney Lopes. “Foram dez dias de luta intensa para conseguir retirar os dois PL da pauta do Legislativo Municipal. Tenho certeza, que se não fosse a união de todos os trabalhadores, a gente não tinha conseguido chegar tão longe. União é força e os servidores públicos do município mostraram isso hoje. Parabéns a todos vocês!”, celebra o presidente do Sindspref.

No momento, o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Municipais de Maceió também teve a oportunidade de apresentar ao prefeito um relatório, que revela dentre as questões debatidas para a retirada dos PL, as condições da Prefeitura de Maceió em conceder o aumento salarial da categoria. “Nossa batalha para retirar os projetos de lei foi vencida, agora vamos trabalhar para criar um projeto que seja bom para a administração pública e para o trabalhador, algo que avance e não retroceda. E apesar de estarmos nessa batalha, também temos outra muito importante, que é o nosso aumento salarial com a data-base em janeiro”, explica Sidney Lopes.

Em maio acontece uma reunião entre equipe técnica da Prefeitura de Maceió e os líderes sindicais para debater propostas para conciliar gastos da prefeitura e folha de pagamento.

SAIBA MAIS 

Servidores públicos municipais de Maceió conquistam retirada de Projetos de Lei da Câmara Municipal de Maceió

Decisão será oficializada no Diário Oficial do Município, segunda-feira (15), mas prefeito já informou ao presidente da Câmara Municipal de Maceió

Os dois Projetos de Lei, que alteram o Plano de Cargos e Carreiras e o Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Maceió, serão retirados da pauta da Câmara Municipal de Maceió pelo prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), na próxima segunda-feira (15) em publicação no Diário Oficial do Município (DOM). Este foi o resultado vitorioso do Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió durante reunião com Rui Palmeira no fim da tarde desta sexta-feira (12), no gabinete do prefeito, em Jaraguá.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (SINTEAL), Consuelo Correia, explicou que a batalha foi vitoriosa, mas a guerra ainda não foi vencida, pois apesar do prefeito retirar os projetos de lei uma comissão será instituída para discutir um novo projeto junto com a gestão. “O prefeito assumiu um compromisso com todos os servidores públicos de retirar os projetos de lei e ligou diretamente para o presidente da Câmara Municipal de Maceió, Kelmann Vieira, para pedir a retirada”, explica Consuelo.

Em maio uma nova reunião será marcada para dar andamento aos trabalhos entre os representantes dos servidores públicos municipais de Maceió e a gestão do prefeito Rui Palmeira.

SAIBA MAIS

NOTA: Movimento Unificado dos Servidores Públicos Municipais de Maceió

Frente às declarações do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), na tarde de quinta-feira (11) o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Municipais de Maceió informa aos servidores públicos municipais de Maceió, para não temerem a atos de chantagem e terrorismo. A Prefeitura de Maceió trabalha dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), portanto não pode atrasar pagamentos de seus funcionários. E, bem como Rui Palmeira disse: ele só tem mais 1 ano e oito meses de mandato, então ele não pode prever o futuro, e dizer com certeza absoluta o que o próximo prefeito irá enfrentar e quais são as medidas que ele irá tomar em relação às contas do município.

Pagar bem aos funcionários, deveria ser motivo de orgulho. E não uma desculpa para reduzir salários e direitos. Nesta sexta-feira (12), durante reunião com o prefeito Rui Palmeira iremos entregar um relatório, que demonstra como ele está equivocado em seus Projetos de Lei contra o servidor público. E deixar claro que ele teve dois anos para estudar essa sua proposta, enquanto, que os líderes sindicais tiveram menos de uma semana para entregar uma contra proposta, pois Rui Palmeira não deu abertura de diálogo com a categoria antes de enviar os projetos para a Câmara Municipal de Maceió.

Adiantamos, que os problemas econômicos enfrentados por Rui Palmeira e sua equipe são consequências de uma má gestão, que só visa publicidade. Sair bem na foto é lindo, mas entregar projetos de melhoria para a cidade ficam sempre em segundo plano, tanto que perdem prazos e dinheor. Pois, como consta no relatório, que entregaremos hoje: a Prefeitura de Maceió teve que devolver o montante de R$ 390 milhões de reais ao Governo Federal, por falta de projetos.

Título: Confetam/CUT comemora vitória dos servidores da prefeitura de Maceió, Conteúdo: Vitória! Este foi o fim da batalha para conquistar a retirada da pauta da Câmara Municipal de Maceió os dois Projetos de Lei que alteram o Plano de Cargos e Carreiras e o Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Maceió, publicados no Diário Oficial do Município (DOM) no dia 2 de abril. Secretário de Meio Ambiente da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), Sidney Lopes esteve entre os líderes sindicais que participaram da reunião, na tarde desta sexta-feira (12), com o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), em Jaraguá. A união da classe trabalhadora foi de extrema importância para esta conquista. É o que pensa Sidney Lopes. “Foram dez dias de luta intensa para conseguir retirar os dois PL da pauta do Legislativo Municipal. Tenho certeza, que se não fosse a união de todos os trabalhadores, a gente não tinha conseguido chegar tão longe. União é força e os servidores públicos do município mostraram isso hoje. Parabéns a todos vocês!”, celebra o presidente do Sindspref. No momento, o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Municipais de Maceió também teve a oportunidade de apresentar ao prefeito um relatório, que revela dentre as questões debatidas para a retirada dos PL, as condições da Prefeitura de Maceió em conceder o aumento salarial da categoria. “Nossa batalha para retirar os projetos de lei foi vencida, agora vamos trabalhar para criar um projeto que seja bom para a administração pública e para o trabalhador, algo que avance e não retroceda. E apesar de estarmos nessa batalha, também temos outra muito importante, que é o nosso aumento salarial com a data-base em janeiro”, explica Sidney Lopes. Em maio acontece uma reunião entre equipe técnica da Prefeitura de Maceió e os líderes sindicais para debater propostas para conciliar gastos da prefeitura e folha de pagamento. SAIBA MAIS  Servidores públicos municipais de Maceió conquistam retirada de Projetos de Lei da Câmara Municipal de Maceió Decisão será oficializada no Diário Oficial do Município, segunda-feira (15), mas prefeito já informou ao presidente da Câmara Municipal de Maceió Os dois Projetos de Lei, que alteram o Plano de Cargos e Carreiras e o Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Maceió, serão retirados da pauta da Câmara Municipal de Maceió pelo prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), na próxima segunda-feira (15) em publicação no Diário Oficial do Município (DOM). Este foi o resultado vitorioso do Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Município de Maceió durante reunião com Rui Palmeira no fim da tarde desta sexta-feira (12), no gabinete do prefeito, em Jaraguá. A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (SINTEAL), Consuelo Correia, explicou que a batalha foi vitoriosa, mas a guerra ainda não foi vencida, pois apesar do prefeito retirar os projetos de lei uma comissão será instituída para discutir um novo projeto junto com a gestão. “O prefeito assumiu um compromisso com todos os servidores públicos de retirar os projetos de lei e ligou diretamente para o presidente da Câmara Municipal de Maceió, Kelmann Vieira, para pedir a retirada”, explica Consuelo. Em maio uma nova reunião será marcada para dar andamento aos trabalhos entre os representantes dos servidores públicos municipais de Maceió e a gestão do prefeito Rui Palmeira. SAIBA MAIS NOTA: Movimento Unificado dos Servidores Públicos Municipais de Maceió Frente às declarações do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), na tarde de quinta-feira (11) o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Municipais de Maceió informa aos servidores públicos municipais de Maceió, para não temerem a atos de chantagem e terrorismo. A Prefeitura de Maceió trabalha dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), portanto não pode atrasar pagamentos de seus funcionários. E, bem como Rui Palmeira disse: ele só tem mais 1 ano e oito meses de mandato, então ele não pode prever o futuro, e dizer com certeza absoluta o que o próximo prefeito irá enfrentar e quais são as medidas que ele irá tomar em relação às contas do município. Pagar bem aos funcionários, deveria ser motivo de orgulho. E não uma desculpa para reduzir salários e direitos. Nesta sexta-feira (12), durante reunião com o prefeito Rui Palmeira iremos entregar um relatório, que demonstra como ele está equivocado em seus Projetos de Lei contra o servidor público. E deixar claro que ele teve dois anos para estudar essa sua proposta, enquanto, que os líderes sindicais tiveram menos de uma semana para entregar uma contra proposta, pois Rui Palmeira não deu abertura de diálogo com a categoria antes de enviar os projetos para a Câmara Municipal de Maceió. Adiantamos, que os problemas econômicos enfrentados por Rui Palmeira e sua equipe são consequências de uma má gestão, que só visa publicidade. Sair bem na foto é lindo, mas entregar projetos de melhoria para a cidade ficam sempre em segundo plano, tanto que perdem prazos e dinheor. Pois, como consta no relatório, que entregaremos hoje: a Prefeitura de Maceió teve que devolver o montante de R$ 390 milhões de reais ao Governo Federal, por falta de projetos.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.