Confetam presta solidariedade à greve da Educação no Amazonas

11/06/2021 - 17:57

Trabalhadores do ensino municipal de Manaus também integram movimento em defesa da vida

A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) presta solidariedade aos trabalhadores das redes de ensino municipal de Manaus e estadual do Amazonas, empurrados à uma greve sanitária por reivindicarem o direito à vida.

A categoria mal começou a receber a primeira dose de vacina e alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) nem sequer começaram a ser vacinados, preocupação que se junta a total ausência de estrutura das escolas para atender as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A Confetam/CUT apoia as reivindicações dos profissionais da Educação de que sejam asseguradas as duas doses do imunizante, o respeito ao isolamento social e a testagem massiva e contínua, condições de segurança que não vêm sendo implementadas pelos governantes.

Por fim, a entidade espera das autoridades responsáveis a abertura de diálogo no sentido de assegurar segurança sanitária não só aos trabalhadores da educação, mas a toda comunidade escolar.